Social Icons

twitterfacebookgoogle plusyoutube

terça-feira, 5 de junho de 2012

Resenha: A Abadia de Northanger por Jane Austen



Olá amigos, já estava com saudades!!


É com imenso prazer que mais uma vez trago uma resenha da incrível autora Jane Austen!
Código do Produto:
9788572328074
ISBN:
9788572328074
Formato:
11,5 x 18
Nº de Páginas:280

Abadia De Northanger, A

Jane Austen
Clássicos De Bolso


Sinopse:


Considerado o mais ligeiro e divertido livro de Jane Austen, A Abadia de Northanger conta a história da adorável Catherine Morland, jovem fascinada por romances góticos e possuidora de vívida imaginação. Em meio aos passeios e bailes da sofisticada sociedade de Bath (onde se depara com coqueteria, insinceridade, vaidades e intrigas) e à estada na Abadia de Northanger (onde se depara com os perigos de se deixar arrebatar pela imaginação), esta ingênua e íntegra heroína encontra o amor, bem como passa a conhecer melhor a natureza humana. “Por que não aproveitar o prazer de uma vez? Quão frequentemente a felicidade é destruída por tolos preparativos!”

 Jane Austen “[Jane Austen] era uma mulher escrevendo sobre o ano 1800 sem rancor, sem ódio, sem medo, sem protestar, sem pregar. Era assim que Shakespeare escrevia.” Virginia Woolf



Resenha:

Desta vez, Jane Austen traz uma heroína que tem todos os pré requisitos para se transformar em uma grande tragédia. 
Quando pequena Catherine Morland era muito feia, preferia brincadeiras de meninos como o críquete. O seu aprendizado era de fato muito lento, de jardinagem não gostava, música não conseguia aprender, desenho também não. Para uma moça daquela época ainda mais como ela que vinha de uma família grande e humilde de mais 9 irmãos, Catherine tinha tudo para ficar para sempre nesta miséria e nunca conhecer grandes rapazes ou ao menos casar-se. Só que a partir do seus 15 anos seus traços começam a mudar, cabelos a enrolar e Catherine começa a se mostrar uma verdadeira heroína.

Quando os seus vizinhos, os Allens, um casal que possui grande fortuna convidam Catherine para ir a Bath, sua vida comum se transforma. Tantos sonhos que ela almeja por meio de suas leituras vorazes de romances góticos, ela acredita que podem ser preenchidos com essa viajem a Bath.

Em Bath quando Catherine com a família Allen visita os grandes salões de bailes, fica encantada mas ao mesmo tempo decepcionada, por conta de não conhecer ninguém. Mas uma heroína sempre conta com a sorte em seu favor em meio a grande tumulto ela e a senhora Allen esbarram em um cavaleiro muito educado. Sr. Tilney que logo apresenta-se para elas e para alegria de Catherine a convida para dançar.... Nesta dança eles conversam e Catherine fica encantada por ele.

Após um tempo a Sra. Allen, reconhece na rua uma amiga de longa data chamada Sra. Thorpe. Para a alegria de Catherine a Sra. Thorpe tem várias filhas e uma delas se torna grande amiga de Catherine,  a Srta. Isabella ...

Muitas acontecimentos, principalmente a respeito do irmão de Isabella, Sr.Thorpe irão acontecer.....

Após Catherine conhecer bem a família do Sr.Tilney ela é convidada para ir com eles a Abadia de Northanger. Quando ela ouve isso fica extremamente entusiasmada, por ela ser uma leitora de livros góticos em sua ingenuidade acredita que a Abadia é um lugar mal assombrado...

E para um heroína nada melhor do que isso....

Jane Austen com uma ótima crítica social, nos leva a um drama pessoal de uma ingênua personagem sem muitos dotes intelectuais e com pouca fortuna, em meio a uma sociedade em o que mais importa é o quanto você tem, não o seu coração. Uma heroína muito ingênua com uma imaginação muito fértil, mas Jane Austen com sua excepcional escrita vai nos mostrar e ensinar a Catherine um pouco sobre a natureza humana da época. Mas não apenas daquela época, pois os tempos mudam, os costumes se inovam a sociedade muda, mas algo muito maior não muda. Os sentimentos humanos não mudam. 


Uma leitura super agradável, que por traz de uma estória de amor, nos faz realmente repensarmos o que é a sociedade, e quais são os seus conceitos...

Abaixo um diálogo que me chamou muita atenção, mostra bem o preconceito dos homens da época em relação aos livros de romance:

-Já leu Udolpho, Sr. Thorpe?
-Udolpho! Ah, meu Deus! Não. Nunca leio romances. Tenho mais o que fazer.
   Catherine, humilhada e envergonhada, ia desculpar-se pela pergunta, mas ele a impediu, dizendo?
-Os romances são tão cheios de absurdos e coisa parecida; nenhum razoavelmente decente foi publicado Tom Jones, fora the monk, li este outro dia; mas todos os outros são a coisa mais estúpida que existe na criação.

Recomendo a leitura a todos!
Comentem bastante, e façam um blogueiro feliz!
Até a próxima, fiquem bem...

David.H.S

7 comentários:

  1. Muito bacana o livro! Pela capa já não iria gostar muito mais sua resenha me agradou!
    Abraços!

    Murilo - Books All Over You
    http://booksalloveryou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A Jane sempre com personagens atípicos para época em que escrevia... contudo até hj a crítica do livro dela se enquadra perfeitamente! parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  3. Austen sempre presente no blog. Parabéns por destacar os clássicos.

    Atenciosamente,
    R.S.Merces

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Adorei o comentário da Virgínia Woolf sobre J. Austen... sou fã do trabalho das duas! <3

    Eu ainda não li esse livro, mas parece ser como os outros.... crítica social e muito bom gosto. :)


    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. muito legal , adorei a historia!!
    Com certeza esse é mais um dos livros da Jane Austen que vou ler.
    Adorei a resenha , parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Muito boa a resenha,como todas as outras rsrsrs!
    Esse livro deve ser bom a estória eu também achei bem interessante...
    Parabéns!

    Beijos!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Promovi seu blog no twitter. Desculpa o sumisso.
    bjs
    Elisama
    @MissAustenBlog

    ResponderExcluir

 

Banner

Create your own banner at mybannermaker.com!